Imprensa

31/10/2018

Centro Infantil Boldrini sedia mais uma vez as provas do Enem para pacientes em tratamento neste domingo

O Centro Infantil Boldrini, referência no atendimento de crianças e adolescentes com câncer ou doenças do sangue oferece aos pacientes um amplo auxílio pedagógico com o intuito de manter as atividades escolares das crianças mesmo em períodos de internação ou tratamento.


Pensando na comodidade e ao fácil acesso à equipe médica em casos de intercorrências durante as provas, nos próximos domingos, 4 e 11 de novembro, quatro pacientes poderão realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no hospital.


O Enem avalia o desempenho do estudante e auxilia no acesso à educação superior com o Sisu, Prouni, Pronatec e Instituições Portuguesas; financiamento estudantil por meio do Fies; além do desenvolvimento pessoal e melhorias na educação por meio de estudos e indicadores.


Este recurso é disponibilizado apenas para pacientes que recebem formalmente aulas no interior das instituições hospitalares na condição de estudante internado para tratamento de saúde e deve ser solicitado no ato da inscrição. Os pacientes são acompanhados pelas pedagogas do hospital Cibelle Bittencourt, Luciana Mello e pelos fiscais designados pela organização, responsáveis por aplicar a prova.


“Para uma criança ou adolescente, a continuidade das tarefas escolares, representa a certeza da direção em busca da cura e de um futuro melhor para o paciente. É muito importante para nós do Centro Infantil Boldrini, contribuirmos para que esse paciente prossiga com seus objetivos e sonhos na perspectiva de um futuro de sucesso”, explica a pedagoga do Centro Infantil Boldrini, Cibelle Bittencourt.

A prova funciona com o mesmo controle e rigidez de um local de aplicação convencional com horário de entrada, saída com o caderno de questões, tempo de prova, materiais permitidos ou não, entre outras regras contidas no edital e que devem ser respeitadas. A diferença é que esses pacientes contam com o apoio da equipe médica do Boldrini em caso de intercorrências. “Uma tontura, uma enxaqueca ou uma queda de pressão, por exemplo, podem ser socorridas pela nossa equipe que já conhece e acompanha o tratamento daquele paciente”, finaliza.