Imprensa

20/12/2017

Ministério da Saúde volta a importar asparaginase chinesa distribuída pela Xetley S.A.

No último dia 14 de dezembro, o Ministério da Saúde realizou pregão eletrônico para estabelecer a compra de 50 mil frascos do medicamento asparaginase (utilizado para o tratamento de leucemia linfoide aguda). O pregão foi vencido pela empresa Xetley do Brasil Ltda, agora distribuidora do medicamento Leucospar, fabricado pela farmacêutica também chinesa Changzhou Qianhong Biopharma. Co, Ltda.

A nova licitação acontece após a proibição judicial da importação e distribuição do medicamento chinês Leuginase, que também estava sendo distribuído no país pela empresa Xetley, sem que a devida comprovação de segurança e eficácia do medicamento fosse atestada por estudos clínicos prospectivos, publicados em revistas técnico-científicas internacionais.

Assim como a Leuginase, o novo produto a ser importado pelo governo (Leucospar) é completamente desconhecido da classe médica brasileira, que solicita ao Ministério da Saúde, novamente, a comprovação, via estudos clínicos prospectivos, que tenham sido publicados em revistas técnico-científicos internacionais, da segurança e eficácia do produto em questão.

O pregão realizado foi na modalidade “menor preço”, sem qualquer referência no edital à comprovação de eficácia e segurança, em desconformidade à RDC 08/14 da Anvisa, sendo que a distribuidora Xetley venceu com o preço de R$ 82,59 o frasco, que representa menos da metade do valor ofertado pela segunda colocada, com o medicamento Elspar, este sim conhecido da comunidade médica e já utilizado por anos no mercado brasileiro. Recentemente ainda, a ANVISA concedeu registro ao medicamento Oncaspar, do laboratório Shire, e que será vendida no país por R$6.630,24.

“A asparaginase é fundamental para o sucesso do tratamento da leucemia linfoide aguda nas primeiras duas a quatro semanas do tratamento. O câncer não espera. É necessário aniquilar as células malignas já no primeiro combate. A criança brasileira merece ser tratada com medicamentos de eficácia e segurança comprovadas”, afirma Dra. Silvia Brandalise, presidente do Centro Infantil Boldrini, referência no tratamento oncológico na América Latina.

 

Dados do pregão eletrônico:

Pregão número: 842017

UASG: 250005